Wednesday, 10 October 2012

"MAIS DE MEIO MILHÃO DE IMÓVEIS TÊM ISENÇÃO DE IMI


A Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal (APEMIP) revelou hoje que há 565.534 imóveis urbanos com isenção permanente de Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI).
Depois de feita a reavaliação dos imóveis urbanos em curso, Portugal será, segundo aquela associação, o segundo país da União Europeia que mais tributa o património imobiliário, a seguir a Dinamarca.
Luis Lima, presidente da APEMIP, disse hoje durante a apresentação pública de um estudo sobre o mercado imobiliário e a tributação do património, que se irá bater pela manutenção da cláusula de salvaguarda. Essa cláusula, que o Governo anunciou que iria abolir, prevê que os aumentos de IMI resultantes da reavaliação de imóveis não seja superior a 75 euros até 2015.
O presidente da APEMIP lembrou ainda que o impacto do aumento do IMI chegará rapidamente à banca, que tem atualmente 114 mil milhões de euros em crédito hipotecário. Ou seja, o próprio sistema bancário poderá ser fortemente abalado pelo aumento do IMI que, segundo, Luis Lima, irá depreciar fortemente o valor dos ativos imobiliários.", in EXPRESSO


A importância que atribuímos a este parâmetro é devida ao peso que ele pode ter no orçamento de uma família. Com o aumento da carga fiscal, é expectável que muitos proprietários não tenham recursos para pagar o IMI. 

É pois muito importante, no momento de escolher uma nova casa, assegurar-se qual o valor do Coeficiente de Localização do imóvel. Quanto mais elevado, maior será o Imposto. Nesse sentido, atribuímos uma pontuação a cada rua que reflecte exactamente o valor do Coeficiente. Quanto mais elevado este for, menor será a pontuação atribuída à rua. 

No comments:

Post a Comment